Pular para o conteúdo

Pesquisadores debatem concessão de Jardim Botânico e Zoológico de SP

JB

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA), debateu na terça-feira (5) o projeto de concessão do Jardim Botânico e do Zoológico de São Paulo com a comunidade científica. A audiência ocorreu de forma on-line em função das recomendações e diretrizes para controle da pandemia causada pelo novo coronavírus.

O subsecretário de Meio Ambiente da SIMA, Eduardo Trani, informou que o objetivo da concessão é “conjugar esforços entre a iniciativa privada e o governo para aumentar investimento e melhorar as condições físicas e estruturais dos prédios e equipamentos do Jardim Botânico e diminuir os encargos do setor público”.

Segundo a assessoria de imprensa da SIMA, representantes da Secretaria e do Instituto de Botânica comprometeram-se a acatar contribuições oferecidas pelos pesquisadores durante o debate. Muitas das críticas ao projeto dizem respeito à preocupação dos servidores quanto à autonomia e continuidade das pesquisas, sobretudo no Instituto de Botânica, localizado dentro do Jardim Botânico, que se encontra na área de concessão. Representantes da Secretaria, no entanto, afirmaram que a unidade de conservação, as pesquisas e a proteção das espécies ameaçadas de extinção continuarão sob a responsabilidade do Governo do Estado durante o prazo da concessão, que será de 30 anos.

Conforme as regras do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema), a SIMA poderá receber contribuições, sugestões e dúvidas até o próximo dia 12 de maio. Pesquisadores interessados devem encaminhar suas mensagens para o e-mail sima.concessoes@sp.gov.br dentro do prazo estipulado.

O projeto de concessão de uso de bem público para a exploração do Zoológico, do Jardim Botânico e da Fazenda, que compreende as atividades de Manejo, Educação Ambiental, Recreação, Lazer, Cultura e Ecoturismo, visa repassar à iniciativa privada a administração e modernização das áreas e serviços dos complexos, localizados no Parque Estadual Fontes do Ipiranga – um significativo fragmento de Mata Atlântica de 500 hectares na cidade de São Paulo. Possui 24 nascentes do riacho Ipiranga, dois aquíferos subterrâneos e diversos exemplares de fauna silvestre.

Audiência Pública

Na próxima terça-feira (12), às 17h, a sociedade civil é convidada a participar da Audiência Pública para a concessão do Zoológico, Jardim Botânico e da Fazenda. Assim como ocorreu com a comunidade científica, a reunião será on-line e o acesso a ela estará disponível no portal da SIMA (www.infraestruturameioambiente.sp.gov.br).

Os interessados em fazer uso da fala deverão fazer um cadastro prévio enviando nome completo, RG, órgão ou entidade que representa (se aplicável), telefone e endereço de correio-eletrônico para sima.concessoes@sp.gov.br.

A versão digital dos documentos do projeto estão disponíveis aqui.

Sobre o Zoo e o Botânico

O Zoológico de São Paulo, administrado pela Fundação Zoológico, foi fundado em 1958 e recebeu, em 2019, mais de um milhão de visitantes. Ele abriga cerca de dois mil animais de mais de 250 espécies. É o maior da América Latina.

Já o Jardim Botânico, fundado em 1928 e administrado pelo Instituto de Botânica (IBt), recebeu no ano passado mais de 133 mil visitantes. O local abriga atividades de pesquisa, conservação, educação ambiental, além da promoção da cultura e lazer.

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: