Pular para o conteúdo

Há 50 anos, instituição centenária de pesquisa e preservação passou a se chamar Instituto Florestal

No dia 26 de janeiro de 1970, um decreto estadual transformava o Serviço Florestal em Instituto Florestal (IF), mudando não apenas a denominação da instituição, mas também dando nova estrutura. Mas a instituição tem muito mais do que 50 anos de existência e os pesquisadores e especialistas da casa muitas vezes divergem em relação a sua data de criação.

Ainda no final do período imperial do Brasil, em 1886, foi criada a Comissão Geográfica e Geológica da Província de São Paulo (CGG). Inspirada da Comissão Geológica do Império, tinha como objetivo desbravar o território paulista, realizando levantamentos e estudos do clima, dos relevos, dos rios e das espécies animais e vegetais, bem como a elaboração de mapas. A Comissão era presidida pelo geólogo estadunidense Orville Derby, que nomeou o naturalista sueco Alberto Löfgren para chefiar a Seção de Botânica e Meteorologia. Nesta seção se iniciaram os trabalhos que resultaram na estruturação do que hoje é o IF. Alguns dos estudiosos que se debruçam sobre esta história consideram o ano de 1886 como o ano 1, se dividindo entre a data da criação da CGG, 27 de março , e a data de nomeação de Löfgren, 10 de abril. Vale lembrar que no mês passado Derby e Löfgren foram homenageados na Assembleia Legislativa de São Paulo. Além do Instituto Florestal, a Comissão foi o embrião de outras instituições, como o Instituto Geológico.

Após 10 anos de trabalho, já no Brasil República, Löfgren conseguiu realizar a desapropriação do Engenho da Pedra Branca para a instalação de um horto botânica com campos de experimentação. Uma outra corrente de estudiosos considera então 10 de fevereiro de 1896 como a data de fundação do Instituto.  A área, que hoje é a sede do IF, recebeu a denominação de Parque Estadual Alberto Löfgren em 1993, mas ainda é popularmente conhecida como Horto Florestal.

Outro marco importante nesta história foi a criação do Serviço Florestal, em 18 de abril de 1911, que sucede o Horto Botânico e Florestal.

A instituição passou por diversas transformações ao longo dos anos, mudando de nomes, passando da Comissão Geográfica e Geológica para a Secretaria de Agricultura e posteriormente para a pasta de Meio Ambiente. Mas se há dúvidas em relação a qual data comemorar o seu aniversário, não faltarão celebrações nos próximos dias.

Caminhadas Comemorativas
Tanto no dia 26 de janeiro, que remete aos 50 anos do Instituto Florestal, quanto no dia 15 de fevereiro, simbolizando o aniversário de 124 anos do Parque, serão realizadas duas edições da Caminhada Histórica.

A Caminhada Histórica é uma atividade lúdica e educativa que vem sendo realizada desde 2018. Sua primeira edição foi realizada justamente em comemoração ao aniversário do Parque. A atividade é monitorada e o trajeto passa por edifícios antigos e arboretos centenários que representam importantes marcos na história da conservação da natureza em São Paulo e mesmo no Brasil. Já foram realizadas 12 Caminhadas no Parque, centenas de pessoas já participaram e a iniciativa está sendo replicada em outras áreas naturais protegidas do estado.

A atividade é realizada pelo Museu Florestal Octávio Vecchi em conjunto com o Movimento Conservatio e com o apoio da Coordenadoria de Parques e Parcerias da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente.

Com informações da assessoria de imprensa do Instituto Florestal

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: